A FALÊNCIA DO JORNAL A TARDE E O DESRESPEITO COM OS FUNCIONÁRIOS

Bahia

O centenário Jornal A Tarde determinou no dia 28 de fevereiro, a suspensão de 60 jornalistas que não receberam salários de janeiro, 13º. salários de 2016 e 2017, 32 meses de FGTS e quatro meses de ticket refeição. Os profissionais paralisaram as atividades aguardando a resposta da empresa sobre o salário.

Há quase três anos os atrasos salariais se repetem, assim como diversos episódios de assédio com a demissão de inúmeros colegas sem que estes recebessem as verbas homologatórias e fossem obrigados a recorrer à Justiça para tentar receber os valores.

O Sindicato dos Jornalistas da Bahia entrou com ações civis públicas pleiteando indenizações e ganhou as duas ações em primeira instância. Diante do atual quadro, o Sinjorba vai comunicar a situação vexatória dos jornalistas de A Tarde e do Massa ao Juíz de Conciliação de Segunda Instância que administra o setor de acordo global, do qual A Tarde é signatário para pagamento de processos trabalhistas no Tribunal Regional do Trabalho, para que sejam adotadas às medidas cabíveis.

 

Sinjorba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *